Fechar× Fone: (0xx41) 3365-8449
O laudo é a tradução das constatações captadas pelo técnico ou especialista, em torno do objeto ou do fato, por meio dos conhecimentos especiais de quem o examinou. Em suma, é uma opinião ou um relatório emitido após analise especializada de um profissional habilitado 

Saiba Mais Sobre Nossos Laudos

As Análises e Estudos na área de Engenharia Elétrica visam analisar parâmetros ou propor estudos a fim de que sejam feitas melhorias nos Sistemas Elétricos, como por exemplo: estudo de eficiência energética, análise na qualidade de energia, estudo de transformação da unidade consumidora, análise de ruídos e falhas no sistema de distribuição, estudo de utilização de células fotovoltaicas como alternativa energética, análise de demanda dentro e fora de horário de pico, entre outros.

O Laudo de Área Classificada é um procedimento que consiste em classificar as áreas de uma empresa, visando detalhar os lugares que podem ter presença de gases ou vapores inflamáveis a fim de permitir a instalação correta de equipamentos em geral nessas áreas sem que haja o risco de explosões e incêndios.

O laudo de área classificada também pode:

- Identificar as Áreas Classificadas e separá-las em classes, grupos e divisões de gases/vapores/poeiras, etc.;

- Especificar equipamentos elétricos;

- Desenvolver medidas preventivas para minimizar os riscos de incêndio e explosões;

- Controlar riscos no ambiente de trabalho, uma vez que o laudo irá recomendar medidas de caráter individual ou coletivo para controlar os riscos;

O laudo de aterramento elétrico visa proteger o usuário de equipamentos contra qualquer tipo de descarga, seja ela atmosférica ou mesmo de eletricidade estática. Um aterramento bem dimensionado auxilia inclusive o funcionamento dos dispositivos de proteção instalados em uma edificação (fusíveis, disjuntores, DRs, etc) ou mesmo os dispositivos projetados para os equipamentos como No-Breaks, Retificadores, Inversores, Chaves Estáticas, etc.

Elaboramos o laudo de aterramento elétrico visando conferir as características de segurança do aterramento elétrico existente, com realização de análises e medições ôhmicas, de forma a detalhá-lo em pontos significativos e disponibilizar os recursos adequados para resolvê-lo ou melhorá-lo, e assim garantir a segurança do usuário ou colaborador (o MTE através de suas NR`s estabelece os parâmetros de segurança relacionados aos diversos tipos de atividades, sendo que o laudo de aterramento complementa e faz parte de diversas dessas medidas).

Todos os laudos de aterramento elaborados são assinados por engenheiros eletricistas, seguem as normas da ABNT e Internacionais vigentes de padronização e segurança, em conformidade com as Normas Regulamentadoras do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), e utilizam equipamentos de primeira linha, testados, certificados e calibrados anualmente, com rastreabilidade pelo INMETRO.

O laudo de eletricidade estática tem como objetivo, suprir as necessidades de mudanças e adequações nas instalações elétricas ou equipamentos sensíveis à eletricidade estática em ambientes que sejam ou não considerados como áreas classificadas.

O estudo é feito a partir dos requisitos fundamentais determinados pelo Programa de Controle de EDS (Electrostatic Discharge) ou Descarga Eletrostática, que nada mais é do que a transferência de carga elétrica de um objeto para outro.

As cargas eletrostáticas nos rodeiam a todo o momento, principalmente na indústria. Por isso, é preciso estar atento às probabilidades de ocorrer uma descarga elétrica em sua empresa.

Os Laudo de Instalações elétricas é um documento oficial emitido pelo Perito do qual deve constar as informações levantadas, vistoriadas, medidas ou analisadas, de forma a verificar se cada sistema dentro de uma instalação está em conformidade com as normas e legislações vigentes.

Dentre os Laudos mais importantes, temos o Laudo do SPDA - Sistema de Proteção contra Descargas Atmosféricas, ou comumente chamado de Laudo de Para-Raios, para atendimento às exigências da NBR 5419 - Proteção de estruturas contra descargas atmosféricas da qual fixa as condições de projeto, instalação e manutenção de para-raios, bem como de proteção de pessoas e instalações no seu aspecto físico dentro do volume protegido. Segundo a NBR 5419 - Proteção de estruturas contra descargas atmosféricas em seu item 6.3.1 a inspeção visual do pára-raios deve ser feita anualmente, e a inspeção completa para atendimento dessa norma, deve ser feita no máximo à cada 05 (cinco) anos para a maioria das estruturas, com exceção das destinadas a grande concentração pública (que deve ser feita no máximo à cada 03 anos) ou área classificada como alto risco de incêndio, explosão, ou corrosão atmosférica severa (regiões litorâneas e ambientes industriais com atmosfera agressiva).

Outro Laudo de grande importância é o Laudo de Aterramento da qual envolve características da NBR 5419 - Proteção de estruturas contra descargas atmosféricas e NBR 5410 - Instalações Elétricas de Baixa Tensão, porém dependendo do tipo de instalação, pode haver uma norma específica aplicável, como é o caso de fornos industriais, caldeiras, etc. O principal objetivo do Laudo de Aterramento é verificar a integridade da equipotencialização do Sistema de Aterramento a fim de que equipamentos e pessoas estejam protegidas, conforme parâmetros estabelecidos.

Um outro Laudo de Instalações muito importante é o Laudo de Instalações Elétricas da qual tem por finalidade a verificação das condições de manutenção das Instalações Elétricas, principalmente no quesito de proteção de pessoas e equipamentos, que contempla além da verificação de atendimento à normas técnicas, para prevenção de incêndios, danos materiais, queimas, entre outros, como também as normas do ministério do trabalho, de forma a prevenir a integridade física do colaborador no exercício de suas atividades. O Laudo de Instalações Elétricas faz um pente fino em toda a instalação elétrica a fim de apontar tudo que possa ocasionar lesão, dano ou prejuízo, principalmente.

Os Laudos de Obras Elétricas são documentos oficiais emitidos por Perito da qual devem constar as informações levantadas, vistoriadas, medidas, ou analisadas, de forma a verificar se cada sistema definitivo ou provisório dentro de uma está em conformidade com as normas e legislações vigentes.

Dentre os Laudos de Obras Elétricas, temos os Laudo de Aterramento de Cremalheiras / Gruas, que conforme anexo A, item A.4, da NBR 5419 - Proteção de estruturas contra descargas atmosféricas, estabelece que guinchos, gruas, elevadores de cargas e pessoas, etc, deverão ser aterradas para poder se tornar elemento de proteção contra descargas atmosféricas, e que vem sendo exigido pela fiscalização do ministério do trabalho nas obras, a apresentação do Laudo de Aterramento, como requisito liberação de operação.

Outro Laudos de Obras Elétricas de grande importância é o Laudo do SPDA - Sistema de Proteção contra Descargas Atmosféricas do Canteiro de Obras, ou comumente chamado de Laudo de Para-Raios do Canteiro de Obras, para atendimento às exigências da NBR 5419 - Proteção de estruturas contra descargas atmosféricas da qual fixa as condições de projeto, instalação e manutenção de para-raios, bem como de proteção de pessoas e instalações no seu aspecto físico dentro do volume protegido.

Há ainda o Laudo de Resistividade do Solo que deve ser utilizado de base para todos os demais projetos relacionados na obra, da qual são feitas medições em todo o terreno utilizando-se principalmente o arranjo de Wenner para poder ser efetuado o cálculo da resistividade do solo pelo método de Wenner ou da estratificação do solo, conforme definido na NBR 7117 de 2012 - Medição da resistividade e determinação da estratificação do solo.

O Laudo Pericial é o documento oficial emitido pelo Perito Judicial, assinado, datado, e com a devida responsabilidade técnica recolhida, seguindo os padrões da legislação brasileira e do conselho de classe a que rege a profissão do profissional, este de nível superior, dotado de expertise em determinado assunto ou área, que domina a técnica e o conhecimento.

O Laudo Pericial é o documento oficial na qual deve constar todas as informações suficientes para elucidar ao judiciário as causas para a resolução de litígios, crimes ou assuntos regulatórios. O Laudo Pericial recebe o nome de Parecer Técnico, quando quem emite o documento é o Assistente Técnico Judicial, ou Perito de uma das partes, devendo seguir os mesmos padrões do Laudo Pericial.

O laudo de SPDA garante a sua segurança e bem-estar, bem como a de seus colaboradores, através de análises detalhadas e completas em instalações, as protegendo de possíveis descargas elétricas atmosféricas, popularmente conhecidas como “raios” e seu efeitos.

Para controle de riscos, condomínios e empresas devem manter o laudo de SPDA sempre atualizado, considerado documento obrigatório emitido com base na ABNT NBR 5419/2015, para atendimento às legislações e fiscalizações.

No laudo de SPDA devem constar informações relevantes sobre as atuais condições de toda a instalação do Sistema de Proteção de Estruturas Contra Descargas Atmosféricas (SPDA) da localidade, contemplando uma análise do sistema instalado, sua eficiência, seu estado de conservação, realizando medições no sistema de aterramento, e por fim um relato fotográfico sobre a inspeção e medições realizadas com notas de orientação e recomendações, se for o caso, sendo emitido um atestado de CONFORMIDADE ou NÃO CONFORMIDADE do sistema de SPDA inspecionado.

alvez você já tenha ouvido falar que o Brasil é campeão mundial em incidências de raios. Diversos estudos reportam que o número de quedas chega a 57 milhões por ano aqui no Brasil, e se você acha este dado impressionante, saiba que pelo menos uma a cada 50 mortes causadas por descargas elétricas no planeta acontece no território brasileiro. Basta fazer os cálculos para perceber que o assunto é sério.

A ideia de proteger prédios e outras estruturas dos efeitos diretos de relâmpagos através do uso de condutores foi sugerida pela primeira vez por Benjamin Franklin, a cerca de dois séculos atrás.

Hoje, sistemas de proteção contra descargas atmosféricas são OBRIGATÓRIOS e fundamentais para condomínios. Eles não impedem que o relâmpago atinja a estrutura, mas criam um caminho de baixa resistência elétrica para a corrente fluir até o solo, controlando e impedindo danos.

Os principais componentes de um SPDA são:

- Terminais aéreos e captores

- Condutores de descida (presentes a cada 20 metros, no máximo)

- Terminais de aterramento e caixas de inspeção

- Condutores de ligação equipotencial

A ausência de um SPDA ou ainda depender de um sistema inadequado acarreta em uma série de transtornos ao condomínio, começando por sua vulnerabilidade às quedas de raios, que podem danificar a estrutura e percorrer as instalações elétricas. Os condôminos também são ameaçados, principalmente se estiverem circulando pelas dependências do condomínio no momento da queda. E nem adianta procurar a seguradora, pois o condomínio enfrentará mais problemas na hora de receber a cobertura, pois o laudo obrigatório é anual, e sem ele, muitos sinistros não são pagos (confirme com a sua seguradora).

Se o seu condomínio já possui o sistema, agende uma vistoria técnica com um de nossos engenheiros eletricistas e descubra se ele está dentro da norma NBR-5419 da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). Se necessário, realizamos o cálculo de eficiência do seu sistema e projetamos um novo que esteja de acordo com as normas e leis municipais vigentes.

GAIOLA DE FARADAY OU FRANKLIN?

Trabalhamos com os dois tipos de SPDA aprovados pela NBR – 5419. Para saber qual o mais apropriado para o seu condomínio, entre em contato e agende uma visita.

Gaiola de Faraday

Envolve todo o perímetro do prédio, seu cabeamento é fechado e deve ser colocado um captor a cada cinco metros.

- Captor do tipo Terminal aéreo

- Cabo de cobre

- Suportes isoladores

- Tubo de proteção

- Malha de aterramento

- Conector de medição.

Franklin

Neste caso a captação da descarga é feita pelo mastro. Utiliza-se:

- Captor em forma tridente

- Poste metálico, instalado no ponto mais alto do prédio

- Cabo de cobre

- Caixa de inspeção

- Haste copperweld

- Conector cabo/haste.

LEGAL SABER:

Para prédios com mais de 20 metros de altura, recomendamos a instalação de ambos que devem trabalhar em conjunto garantindo maior segurança do edifício.

Emitimos a Anotação de Responsabilidade Técnica (ART) de Engenheiro Eletricista, o projeto do sistema com o cálculo de eficiência de acordo com a norma e um relatório técnico fotográfico com apontamentos do sistema. 

DE OLHO NAS INSPEÇÕES!

Todo SPDA exige inspeção anual e nós estamos à sua disposição para garantir a segurança do seu condomínio. Além de verificar as condições gerais de todo o sistema, emitimos a Anotação de Responsabilidade Técnica (ART) de Engenheiro Eletricista para cada inspeção realizada, e também podemos acompanhar os serviços de manutenção.

O Laudo de Termografia ou laudo termográfico é uma ferramenta extremamente útil para realização de manutenção preventiva em equipamentos que tenham componentes elétricos, como painéis, subestações, motores, transformadores, etc, além disso, ajuda a evitar incêndios, panes ou interrupções e colabora na economia do consumo de energia elétrica.

Como funciona o laudo de termografia

O processo é simples, o profissional habilitado para tal serviço faz pequenas “fotografias” do equipamento com um aparelho sensível à radiação infravermelha que recebe o nome de termovisor. Esse aparelho consegue demonstrar, por meio de cores distintas, quais são os pontos que apresentam calor em excesso.

Vale ressaltar dois pontos importantes nesse processo: a inspeção termográfica deve ser feita em manutenção preditiva, ou seja, a fim de evitar problemas e não após o problema ter ocorrido. O método deve ser feito por um profissional legalmente habilitado e experiente no assunto,

O Laudo e Inspeção Termográfica trata de uma ferramenta de avaliação preventiva de componentes e instalações elétricas. A Técnica consiste em medir a temperatura de determinados pontos por meio da radiação infravermelha, ou seja, o termógrafo é capaz de detectar e diagnosticar altas temperaturas nos mais variados componentes elétricos, como painéis, transformadores, motores, subestações, etc., assim evitando panes, quedas de energia ou até mesmo incêndios.

Todo Laudo e Inspeção Termográfica deve ser feito por um Técnico Especializado que inspecionará todos os componentes elétricos e irá detalhar quais são os pontos que necessitam de manutenção, intervenções, etc. Considerando o consumo excessivo de energia dos equipamentos hoje em dia, é de extrema importância que todos os consumidores tenham um Laudo Termográfico atualizado, o que acaba gerando uma redução nos custos com manutenção, mão de obra e maior aproveitamento do tempo.

Principais vantagens:

  • Redução de manutenções corretivas;
  • Redução de gastos com manutenções diversas;
  • Menor consumo de energia elétrica;
  • Análise de áreas de alto risco;

O Laudo Luminotécnico tem como objetivo medir a iluminância de um ambiente por meio de uma vistoria no local, a fim de identificar as melhorias de iluminação que podem ser feitas visando evitar acidentes, fadiga visual ou estresse por conta da má disposição de luzes.

Para isso é feita a mensuração da intensidade dos níveis de iluminamento com um aparelho chamado luxímetro, onde é considerada a disposição dos móveis e luminárias. Dessa forma, este laudo irá garantir que a luminosidade do ambiente atenda aos requisitos especificados na norma NBR ISO/CIE 8995-1:2013, assim o cliente garante conforto, segurança e maior produtividade no caso de empresas.

Além disso, o laudo luminotécnico pode:

- Propor melhorias individuais para cada ambiente com base na tabela da ABNT;

- Orientar na alteração de layout ou instalação de novos pontos de iluminância;

- Sugerir mudança na cor de paredes ou repintura para aumentar o lux.

- Indicar a necessidade de substituição de lâmpadas;

Os Laudo NR10 para atendimento aos requisitos da NR-10 do MTE são documentos oficiais emitidos pelo Perito da qual devem constar as informações levantadas in loco com base nos requisitos obrigatórios da NR-10, em especial os citados no item 10.2.4 do sub-item "a" até "g" e se cada sistema dentro de uma instalação está em conformidade com as normas e legislações vigentes e não oferece riscos elétricos aos colaboradores e usuários da localidade que direta ou indiretamente interagem com as instalações elétricas.

O Laudo de Instalações elétricas (NR-10) além de verificar as condições in loco, deve também conferir a documentação do PIE (Prontuário de Informações Elétricas) que deve reunir informações relevantes sobre as instalações elétricas da organização, além de discriminar quais os trabalhadores que realizam procedimentos e também ações, documentações e programas que a empresa mantém ou planeja executar com relação ao assunto.

O fato de uma localidade não oferecer riscos físicos em eletricidade a seus colaboradores e usuários não isenta o responsável pelo local de sofrer penalizações previstas na NR-28 do MTE (Fiscalização e Penalidades) pois toda a documentação relacionada na NR-10 e normas técnicas relacionadas deve estar disponível para conferência quando das fiscalizações.

O prontuário de instalações elétricas é um sistema que organiza informações a respeito das instalações elétricas sintetizando os procedimentos e documentos que a empresa tem ou planeja para proteger o trabalhador, ou seja, tem como objetivo garantir a segurança tanto da empresa quanto dos funcionários de acordo com a NR-10 (MTE).

O tamanho do PIE depende do porte da complexidade das instalações da empresa, entretanto, há um conteúdo mínimo que deve ser feito, o que mais importante é que o prontuário de instalações elétricas garanta basicamente que:

- As instalações elétricas estejam adequadas;

- A empresa tenha apenas equipamentos em conformidade com as instalações;

- Os procedimentos sejam feitos pelos trabalhadores;

- As atividades tenham uma análise de risco previamente;

- As emergências sejam atendidas de forma padronizada;

- As especificações de EPI e EPC estejam sempre disponíveis aos funcionários;

O conteúdo do PIE é bastante abrangente e depende da capacidade da equipe técnica, contratada pela empresa, de diagnosticar, estudar e implementar as soluções adequadas. Por isso, é indispensável que o mesmo seja feito por profissionais habilitados e experientes, afinal, quanto mais completo for, mais danos são evitados.

O relatório técnico de instalações elétricas trata-se de uma apresentação minuciosa do que foi observado em uma instalação elétrica. Ele deve conter informações sobre os mais variados tipos de análises de perícias ou auditoria que foram realizadas em determinada instalação, estrutura, área, etc., devendo constar resultados de medições, comportamento de máquinas ou equipamentos, condições da instalação, recomendações de manutenção ou adequações técnicas.

O objetivo deste relatório é garantir que as instalações possam funcionar corretamente de modo que não ofereçam riscos à empresa ou as pessoas que nela trabalham. O relatório técnico de instalações elétricas prova ao trabalhador ou a um auditor ou perito que a mesma atende as normas legislativas e que todos os procedimentos executados ou definidos são seguros.

O mesmo deve ser mantido e atualizado pelo empregador e deve permanecer a disposição dos trabalhadores envolvidos, além disso, deve ser elaborado por profissionais legalmente habilitados.

Endereço
Rua Paranavai nº883, Bairro Emiliano Perneta CEP: 83324-390 Pinhais PR
Telefones
(0xx41) 3365-8449
E-mail
contato@manutec.eng.br

Solicite um Orçamento

* Campos Obrigatórios